Protetor Auricular. A importância para o trabalho seguro

protetor auricular

O protetor auricular, apesar de ser um EPI obrigatório, em diversos tipos de serviços, por não raras vezes têm a sua importância negligenciada por colaboradores e seus superiores.

Um Equipamento de Proteção Individual é projetado para proteger os trabalhadores contra uma grande variedade de perigos, por isso são confeccionados visando a obtenção de boas notas nos teste de aprovação das normas técnicas afim de receber a certificação do INMETRO. Mas, quando pensamos nos perigos e riscos que podem ocorrer no local de trabalho, podemos não pensar na importância de proteger nossos ouvidos.

Isso porque, ao contrário de outros EPIs, que atuam na proteção contra danos mais diretos à saúde do trabalhador, os protetores auriculares atuam progressivamente. Como se fossem “investimentos” que é feito para garantir sua própria segurança.

Os danos à saúde auricular de um trabalhador não ocorrem da noite para o dia, mas sim, são reflexos de dias, meses e anos sem a preocupação necessária.

Porém, isto não diminuiu em nada a importância do protetor auricular. E o objetivo deste artigo é justamente orientar sobre o uso, modo de conservação e como escolher corretamente este EPI fundamental. Confira!

Perigos para a saúde do trabalhador

A exposição a altos níveis de ruído pode causar perda auditiva permanente. E, nestes casos, nem a cirurgia ou o aparelho auditivo podem ajudar a corrigir esse tipo de problema.

A exposição a curto prazo ao ruído intenso também pode causar uma alteração temporária da audição. Os ouvidos podem sentir-se “cansados”, prejudicando a audição, ou surgir um zumbido nos ouvidos.

Esses problemas de curto prazo podem desaparecer em poucos minutos ou horas após a saída do ruído. No entanto, exposições repetidas a sons altos e intermitentes podem levar a zumbidos permanentes ou mesmo a graus de perda auditiva.

Ruídos altos podem criar estresse físico e psicológico, reduzir a produtividade, interferir na comunicação e concentração, além de contribuir para acidentes e lesões no local de trabalho. Já que acabam dificultando a escuta de sinais de alerta.

Os efeitos da perda auditiva induzida por ruído podem ser profundos, limitando a capacidade de ouvir sons de alta frequência e compreensão da fala, além de prejudicar seriamente a capacidade de comunicação.

Em ambientes de trabalho ruidosos, ter a proteção auditiva correta, aprovada pelo Ministério do Trabalho, é fundamental. Já que as consequências de não proteger a audição são terríveis para o trabalhador.

protetor auricular

As diversas objeções quanto ao uso de EPIs para os ouvidos

“Eles são desconfortáveis”

O desconforto é uma das principais razões pela qual os trabalhadores removem seu EPI ou o colocam de forma frouxa.

Os responsáveis pela segurança do trabalho na empresa devem intervir, mesmo se surgirem objeções. Uma das formas de contornar estas objeções, é trabalhar com os membros da equipe para fornecer opções de protetores auricular que sejam mais confortáveis para eles. Além de, quando necessário, oferecer advertências, caso estejam usando o equipamento incorretamente, mesmo após o treinamento.

“Protetores auriculares podem causar uma infecção no ouvido”

Protetores auriculares não causam diretamente infecções nos ouvidos. Somente quando usados sujos é que existe essa possibilidade, uma vez que são introduzidos sujeira e bactérias no ouvido.

Os usuários devem descartar os protetores auriculares após o uso ou limpar os reutilizáveis ​​todos os dias. É importante lembrar sempre da higiene e do cuidado para não deixar detritos nos ouvidos.

Além disso, é aconselhável que não se puxe os plugs com muita rapidez. Pois isso pode criar uma sucção prejudicial. O ideal é retirar o protetor de ouvido lentamente, torcendo-o ligeiramente ao mesmo tempo.

“O barulho não me incomoda”

Esta afirmação é alarmante. Pois pode ser um sinal de que a audição do trabalhador já está comprometida.

O fato de estar acostumado ao ruído não é um sinal de que os ouvidos estão ficando “duros” ou mesmo que o trabalhador seja capaz de desligar-se do ruído. É provável que algo já esteja acontecendo nos ouvidos, sendo indicado a execução de testes audiométricos com urgência.

protetor auricular

Tipos de proteção auditiva

Existem três tipos principais de proteção auditiva que as pessoas podem usar. Seja para ajudar a reduzir o impacto do ambiente ruidoso ou o risco de desenvolver perda auditiva induzida por ruído.

Estes incluem do tipo plug (de inserção ou semi inserção), abafador ou tipo concha, protetores do tipo capa de canal, protetor com filtro ou circuito eletrônico para abafamento de som. Vamos analisar cada um deles.

  • Protetores tipo plug (inserção ou semi inserção)

São aqueles ​​que podem ser inseridos no canal auditivo. Eles estão disponíveis como descartáveis ​​ou reutilizáveis ​​e podem ser encontrados nas lojas especializadas em vendas de equipamentos de proteção individual.

Descartáveis e com preço acessível, eles são fabricados com espuma moldável. Além disso, estes equipamentos se moldam de acordo com o canal auditivo do usuário e sua superfície lisa não permite que aconteçam irritações. Sua eficácia é comprovada, desde que seu uso seja feito corretamente de acordo com os treinamentos oferecidos. protetor auricularprotetor auricular

  • Abafadores ou tipo concha

São, como o próprio nome diz, em formato de conchas. Eles são ligadas a um arco de plástico ajustável que fica na cabeça, servindo para todos os tamanhos. O abafador é revestido por espuma, o que faz com que a atenuação dos ruídos altos sejam realmente eficazes para sanar o problema.

Há também aqueles que são diretamente acoplados ao capacete de segurança, o que impede seu ajuste através da haste de plástico.

protetor auricular

  • Protetores tipo capa de canal

Os chamados capa de canal são aqueles utilizados atrás da cabeça ou abaixo do queixo. Seus plugs acoplados nas extremidades, são de espuma e podem ser substituídos. Além de possuírem uma haste plástica bem resistente e flexível.

A diminuição dos efeitos nocivos dos ruídos só acontece se os plugs forem inseridos no canal auditivo corretamente. Sua desvantagem é a sensação de desconforto que vai se dando pelo uso contínuo ao longo das horas de trabalho.

protetor auricular

  • Protetor auricular especial com filtro ou circuito eletrônico para abafamento de som

Os protetores especiais com filtro ou circuito eletrônico para abafamento de som podem ser do tipo plug, concha ou capacete. Neles existem dispositivos que atuam diretamente e de forma controlada na atenuação dos sons prejudiciais.

Ou seja, sua eficácia é de acordo com os diversos níveis de ruído, atenuando de maneira particular em cada um através do cancelamento das ondas sonoras.

A NR 6 obriga os empregadores a fornecerem aos seus colaboradores, de forma gratuita, o EPI adequado ao nível de risco. Estando ele em perfeito estado de conservação e funcionamento.

Já a ABNT estabelece normas especificas para os métodos de ensaio, para medir e analisar a eficácia da atenuação dos ruídos dos protetores auditivos. Bem como o nível de pressão sonora na orelha protegida.

O que rege essas normas e suas certificações deve ser levado em conta na hora de escolher e adquirir um protetor auricular. Ao tentar determinar qual proteção é adequada para cada uma das necessidades específicas, o auxílio de profissionais de medicina é muito bem vindo.

O fonoaudiólogo será capaz de avaliar a exposição a ruídos prejudiciais no ambiente de trabalho e recomendar o melhor EPI para manter os ouvidos dos trabalhadores saudáveis.

Cuidados na conservação e limpeza do protetor auricular

A higiene é vital para a saúde dos ouvidos. Os ambientes de trabalho podem estar sujos e os ouvidos podem ser contaminados. A proteção auditiva que pode ser lavada geralmente inclui fones de ouvido, bandas e plugs reutilizáveis. Os tampões de espuma descartáveis ​​não devem ser limpos. Afinal, eles são “descartáveis”.

A limpeza geral e lavagem envolve o uso de água morna e sabão para plugs e bandas reutilizáveis. Lave qualquer sujeira, resíduos e óleos do protetor.

Verifique, também, se há danos ou desgaste que possam influenciar a capacidade do protetor auditivo de executar sua função corretamente. Rachaduras, pedaços faltantes ou outros defeitos notáveis ​​são evidências de que é hora de substituir o protetor auricular.

Para quem usa os protetores descartáveis, estes são geralmente feitos de espuma e são inseridos rolando ou apertando. Para a colocação no canal auditivo. Certifique-se de lavar as mãos antes de rolar e apertar. A sujeira será transferida de suas mãos para o protetor que entrará em contato com o canal auditivo.

Use o bom senso e sempre inspecione e cuide bem da sua proteção auditiva, o que é o mesmo que estar cuidando de você.

O melhor em Equipamentos de Proteção Individual

Agora que você conhece tudo sobre a importância, como escolher e conservar um protetor auricular, não deixe de contar com a SafetyTrab. Nossa equipe está preparada para esclarecer todas as dúvidas e garantir que o EPI adquirido contribua, de fato, para a segurança do trabalhador. E seja perfeito, na relação de custo e benefício.

Confira hoje mesmo, a nossa linha completa de protetores auriculares. Oferecemos diversos tipos e modelos, para garantir o trabalho seguro, nas diferentes situações de trabalho.

Sobre a SafetyTrab

Estamos em Sorocaba (SP), porém, atendemos a todo o Brasil. Garantindo o fornecimento de equipamentos de qualidade e que estejam em total conformidade às normas e regras de segurança vigentes.

Continue ligado no nosso blog, pois sempre teremos novidades e muita informação por aqui. Até a próxima.

Confira outras postagens do Blog SafetyTrab

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze + 9 =

WhatsApp chat