EPIs de raspa: entenda para que servem

EPIs de raspa: entenda para que servem

É chamada de raspa uma das camadas do couro bovino. Este material é frequentemente utilizado para a confecção de artigos aveludados e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) indicados para garantir a segurança do usuário contra agentes escoriantes, abrasivos, cortantes e térmicos. Os EPIs de raspa, portanto, são compostos por uma estrutura grossa e de textura áspera, que oferece alta resistência e qualidade.

Esses dispositivos evitam o contato direto da pele com produtos e agentes capazes de agredi-la ou causar algum tipo de dano e, por isso, são de uso obrigatório para profissionais que atuam em profissões e ambientes que oferecem esses riscos. De acordo com a Norma Regulamentadora de número 6 (NR 6), é dever das empresas contratantes oferecer os dispositivos de segurança de maneira gratuita, de modo a garantir a segurança de seus colaboradores.

Os dispositivos em raspa geralmente são reforçados não apenas na parte interna, como também externamente. Além disso, trazem acabamento que garante maior resistência ao material. Eles também são apresentados em diferentes tamanhos, de modo a garantir que o trabalhador consiga ficar inteiramente coberto e protegido — independentemente do tamanho de seu corpo. Muitos desses EPIs também trazem fechos especiais para que nada saia do lugar.

Principais EPIs de raspa: quais são?

Diversos EPIs podem ser confeccionados em raspa, uma vez que as características resistentes deste material conferem eficiente proteção ao usuário. Em resumo, os principais dispositivos de proteção feitos a partir deste tipo de couro são:

Luvas de raspa

As luvas de raspa são EPIs indicados para proteção das mãos e punhos do usuário contra escoriações, solda, contato com alguns produtos químicos, cortes e outros tipos de lesões que podem afetar esses membros. Como foi dito, este dispositivo é oferecido em diferentes tamanhos, de tal forma que ele possa se ajustar perfeitamente à mão usuário para garantir mobilidade em conjunto com a segurança.

Blusão de raspa

O blusão se raspa, por sua vez, protege o tronco, pescoço e braços do trabalhador contra agentes abrasivos, escoriantes e térmicos que podem causar danos à pele.

Avental de raspa

Destino a proteger o tronco dos profissionais, o avental de raspa proporciona segurança em atividades que envolvam algum risco de respingo em fusão, assim como contra objetos cortantes ou agentes escoriantes.

Mangote de raspa

O mangote de raspa garante proteção e segurança para a realização de tarefas em que há risco aos antebraços do usuário. Para proporcionar a melhor eficiência, este EPI possui fechamento com fivelas para garantir um ajuste ideal durante seu uso.

Perneira em raspa

Projetada para promover a proteção dos membros inferiores, a perneira em raspa oferece resistência e durabilidade, protegendo o usuário contra lesões e acidentes. O EPI também é ergonômico e conta com fivelas para garantir um encaixe perfeito ao corpo.

Profissões que usam EPIs em raspa

Como foi citado, a raspa de couro é um material ideal para a proteção do corpo em atividades que envolvem qualquer tipo de corte, bem como contato com materiais em fusão ou agentes que podem causar escoriações. Os EPIs de raspa, portanto, são indicados para profissões que envolvem:

  • Trabalhos com carga e descarga;
  • Serviços em madeireira;
  • Uso de ferramentas de corte;
  • Carpintaria;
  • Funilaria;
  • Trabalhos com solda;
  • Carregamento manual;
  • Trabalhos em metalúrgica;
  • Produtos abrasivos;
  • Serviços em agricultura.

EPIs de raspa: como usar

Assim como acontece com todos os outros tipos de EPI, os equipamentos de raspa precisam ser usados de maneira correta para que funcionem conforme o esperado. Isso significa não apenas utilizar os dispositivos apenas para a finalidade a que eles se destinam, mas também estar atento ao correto posicionamento deles no corpo. Isso significa que é preciso ter certeza de que o EPI está cobrindo toda a superfície a ser protegida.  

Além disso, o usuário deve sempre verificar se o dispositivo de raspa está seco, limpo e em bom estado de conservação. Caso o EPI esteja sujo com produtos químicos, lascas de material, manchas ou apresente resquícios de materiais potencialmente perigosos, seu uso deve ser suspendido imediatamente. O mesmo vale para a presença de rasgos ou furos: o EPI precisa ser substituído sempre que houver qualquer sinal de avaria estrutural.

Para garantir a durabilidade, eficiência e conservação dos EPIs de raspa, portanto, vale a pena adotar as seguintes medidas:

  • Sempre fazer uma verificação minuciosa do EPI antes do uso, com o propósito de identificar falhas estruturais, sinais de desgaste ou qualquer problema que possa comprometer sua capacidade protetora;
  • Após a utilização, guardar o dispositivo em local seco e protegido, longe de umidade e fatores que podem comprometer o material;
  • Caso seja necessário remover sujeira ou poeira do EPI, utilizar apenas um pano umedecido e deixar o material secar naturalmente e por completo;
  • Identificar sempre o dono do equipamento, de modo que ele não acabe sendo compartilhado entre duas ou mais pessoas. Esta medida garante maior segurança e minimiza os riscos de contaminação;
  • Estar sempre atento à validade do EPI.

EPIs de raspa e Segurança do Trabalho

Vale lembrar que, dependendo da profissão e dos riscos associados a ela, apenas o uso dos EPIs de raspa pode não ser suficiente para garantir a proteção completa do trabalhador. Em muitos casos, é provável que seja necessário aliar esses dispositivos a outros como botas de segurança, protetores auriculares e máscaras de proteção.

Para definir com exatidão quais são os EPIs necessários para determinada atividade, é preciso analisar o ambiente de trabalho, além dos riscos oferecidos pela atividade em si e pelas condições gerais do local. Em seguida, é preciso verificar quais desses riscos podem ser eliminados por meio de adequações — sejam elas no local de trabalho ou nos processos.

Por fim, deve-se identificar os EPIs capazes de proteger os profissionais dos riscos que não puderam ser eliminados do ambiente laboral. Na maioria das vezes, também é preciso oferecer treinamento para garantir a correta utilização dos equipamentos, bem como sua devida higienização e conservação.

Se você quer saber mais sobre como funcionam os equipamentos feitos em raspa de couro e se entender tudo sobre Segurança do Trabalho, então preencha o formulário abaixo para receber todos os materiais exclusivos que a SafetyTrab produz regularmente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

doze + vinte =

WhatsApp chat