Os EPIs para Portadores de Deficiência na atualização da NR 6

Os EPIs para Portadores de Deficiência na atualização da NR 6

Segundo atualização realizada na Norma Reguladora nº 6, os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) deverão ser fabricados de forma que se adequem aos trabalhadores da classe PcD (Pessoas com Deficiência).

Sendo essa uma discussão que sempre gerou dúvida entre os gestores e profissionais de segurança do trabalho, finalmente, a norma padroniza a produção de equipamentos de proteção individual para os portadores de deficiências.

No Brasil, o número de deficientes chega a representar 24% da população, são trabalhadores e funcionários que não podem ser ignorados e nem deixados de lado.

Quanto a Segurança e Saúde no Trabalho, as pessoas que são portadoras de alguma deficiência possuem a necessidade de equipamentos de proteção individual com adaptações para o bom uso do EPI.

Devido a isso, a atualização da NR 6 foi um grande passo nas Normas Regulamentadoras que protegem a vida dos profissionais brasileiros.

Saiba mais a respeito desta atualização da NR 6 e sobre as alterações que foram realizadas para beneficiar e aumentar a proteção dos trabalhadores portadores de deficiência. Confira!

A NR 6 e os Equipamentos de Proteção Individual – EPIs

Todos profissionais de segurança do trabalho tem conhecimento das dificuldades que alguns funcionários passam na hora de utilizar os Equipamentos de Proteção Individual -EPIs – fornecidos a eles.

Essa dificuldade já existe com funcionários que não possuem nenhum tipo de deficiência, então, pode-se imaginar que com funcionários com deficiências, o desafio seja ainda maior.

Em vista de melhorar a segurança dos funcionários que com deficiências, a Comissão Nacional Tripartite do Ministério do Trabalho, órgão nacional competente para questões relacionadas à segurança e saúde profissional, fez algumas alterações na NR 6.

Essas alterações foram exigidas tantos pelos funcionários, que sabem da importância da utilização do EPI para portadores de deficiência, como também pelos empresários mais preocupados com o bem-estar dos seus funcionários.

Em outubro de 2018, foi realizada a alteração do item 6.8.1 da NR 6, que agora obriga os fabricantes de equipamentos de proteção individual a produzirem os equipamentos com adaptações para funcionários portadores de deficiência.

A alteração na NR 6

As principais alterações realizadas na Norma Regulamentadora 6 são em prol da produção de EPI adaptados para os funcionários PcDs.

O Item 6.8.1 e o item 6.9.3.2 da Norma foram alterados e definem que os equipamentos de proteção individual devem ser produzidos com adaptações e precisam deter o Certificado de Aprovação para pessoas com deficiência.

Veja o que diz a Norma:

“6.9.3.2 A adaptação do Equipamento de Proteção Individual para uso pela pessoa com deficiência feita pelo fabricante ou importador detentor do Certificado de Aprovação não invalida o certificado já emitido, sendo desnecessária a emissão de novo CA.”

 EPIs para Portadores de Deficiência

A importância do EPI para os Trabalhadores Portadores de Deficiência

Como todo o profissional de Segurança do Trabalho sabe, o uso dos equipamentos de proteção individual é fundamental para a segurança do funcionário e para a proteção administrativa da empresa.

Todo e qualquer funcionário deve ser protegido em caso de riscos e os funcionários portadores de deficiência não são exceção neste caso.

Utilizar um equipamento de proteção individual que não se adapte ao corpo é disfuncional e afeta a produtividade do funcionário. Por isso, apenas com a adaptação adequada os funcionários com deficiência podem se sentir seguros e confiantes para trabalhar.

A alteração da NR 6 foi um grande avanço e, agora, os profissionais portadores de deficiência recebem EPIs da mesma qualidade e proteção que quaisquer outros funcionários. Por isso, este foi mais um passo importante que a segurança do trabalho brasileira deu em direção ao futuro.

Conclusão

A produção de equipamentos de proteção individual agora será revisada e preparada para adaptar-se aos profissionais portadores de deficiências.

Antes, os funcionários portadores de deficiência precisavam se adaptar aos equipamentos. Por isso, o que ocorria, muitas vezes, é que os EPIs não ofereciam real proteção e segurança durante suas funções.

A alteração da NR 6 é um avanço que era inevitável e que finalmente aconteceu. Em vista que os funcionários com deficiência agora estarão mais seguros para realizarem suas atividades profissionais.

Agora que você já sabe tudo sobre a atualização da NR 6 e qual a importância dela para a segurança do trabalho realizado por profissionais portadores de deficiência, convidamos você a continuar se informando e aprendendo.

Para isso, preencha o formulário abaixo e receba, em sua caixa de email, os artigos e outros materiais que preparamos regularmente, sobre os Equipamentos de Proteção Individual e sobre Segurança do Trabalho!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

16 − 7 =