O que são riscos ambientais no ambiente de trabalho?

Riscos ambientais no ambiente de trabalho

Os riscos ambientais no ambiente de trabalho são o conjunto de elementos e agentes, sejam eles físicos, químicos, biológicos, ergonômicos ou mecânicos, que podem causar danos à saúde e segurança dos trabalhadores.

Independentemente do ramo de atuação de uma empresa, os seus profissionais podem estar expostos a muitos agentes potencialmente nocivos no ambiente de trabalho. E muitos destes agentes estão envolvidos com os riscos ambientais no ambiente de trabalho.

Estes riscos ambientais devem ser estudados e mapeados em um ambiente de trabalho, através de ações como o PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – e o Mapa de Riscos.

Neste artigo, você vai saber o que são riscos ambientais no ambiente de trabalho. Veja como estes riscos são classificados e quais as ações uma empresa deve tomar, para adotar medidas de controle contra eles. Confira!

A classificação dos riscos ambientais no ambiente de trabalho

Os riscos ambientais no ambiente de trabalho são divididos em classes específicas. Eles podem ser físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e mecânicos (ou de acidentes).

As duas últimas categorias (ergonômicos e mecânicos), embora não contempladas pela NR 9, que trata do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais –  PPRA – , devem ser observadas da mesma maneira, já que o objetivo principal é garantir a segurança de toda a equipe.

Veja, a seguir, a descrição detalhada de cada uma destas categorias de riscos ambientais:

Riscos Físicos

Os Riscos Físicos são aqueles que se referem às características físicas do ambiente de trabalho, ligadas a fontes de energia elétrica.

Entre estes riscos estão as vibrações, os ruídos excessivos, a temperatura extrema, a pressão anormal, a radiação que eles emitem, tanto nas formas ionizantes, quanto não-ionizantes, e alterações sonoras, como o ultra som e o infra som.

Riscos Químicos

Já os Riscos Químicos dizem respeito aos produtos, substâncias ou ainda compostos químicos que estão sujeitos a absorção por parte do organismo humano e que estão presentes no ambiente de trabalho.

Esta absorção pode ser através do contato direto, por via respiratória ou ainda se ingeridos, como gases ou vapores, névoas, fumaça ou poeira.

Riscos ambientais no ambiente de trabalho - Riscos Químicos
Riscos Químicos dizem respeito aos produtos, substâncias ou compostos químicos

Riscos Biológicos

Os Riscos Biológicos são as diferentes formas de microorganismos, que podem ser existentes no ambiente de trabalho e aos  quais os colaboradores possam estar expostos.

O contato de riscos com os agentes biológicos se dá através da pele, da ingestão ou ainda pelas vias respiratórias, como fungos, bactérias, protozoários, vírus ou parasitas.

Riscos Ergonômicos

Estes são os riscos de natureza física ou psicológica, causados pela não adequação do ambiente de trabalho às limitações fisiológicas dos indivíduos.

Tais como, a sobrecarga de peso, o intenso esforço físico, a postura inadequada, a jornada excessiva de trabalho, a exigência de produtividade desproporcional, o trabalho noturno, a repetição de movimentos, entre outros fatores que causam estresse físico ou mental.

Veja também: Ansiedade e estresse no trabalho – Como lidar em ambientes potencialmente inseguros?

Risco Mecânicos

Os Riscos Mecânicos são os agentes de riscos relacionados a máquinas, equipamentos e outros elementos, que podem causar dano, através da ocorrência de acidentes de trabalho.

Dentre eles, ausência de equipamento de proteção adequado, ferramentas com defeito ou inadequadas, risco de explosão ou incêndio, luminosidade inadequada, armazenamento e estocagem inadequados, animais peçonhentos, entre outros fatores que aumentem o risco de acidentes.

Preencha o formulário abaixo e receba, em sua caixa de email, os artigos e outros materiais que preparamos regularmente, sobre os Equipamentos de Proteção Individual e sobre Segurança do Trabalho!

Como mapear e prevenir os riscos ambientais no ambiente de trabalho

Diante de todos os riscos ambientais presentes no ambiente de trabalho, como uma empresa pode mapear e prevenir estes riscos, para preservar a saúde dos trabalhadores?

A seguir, listamos 3 medidas que podem (e devem) ser adotadas no ambiente de trabalho, para reduzir ou mesmo eliminar o dano potencial dos agentes ambientais:

1. Uso de EPIs – Equipamentos de Proteção Individual

Se o trabalho é realizado em locais onde há a exposição a agentes que podem prejudicar a saúde, a empresa é obrigada por lei, a fornecer gratuitamente Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados.

Lembrando que, além do fornecimento dos EPIs aos trabalhadores, cabe também a empresa orientar e fiscalizar a utilização correta destes equipamentos.

2. Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA

A Norma Regulamentadora N°9 – NR 9 – do Ministério do Trabalho e Emprego estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA – por parte de todos os empregadores.

Isso, sempre visando a manutenção e preservação da saúde dos colaboradores, através das etapas de antecipação, reconhecimento, avaliação e controle dos riscos ambientais, levando em conta também a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais.

O PPRA deve ser estruturado da seguinte forma:

  • Planejamento anual com estabelecimento de metas, prioridades e cronograma;
  • Estratégia e Metodologia de ação;
  • Forma do registro, manutenção e divulgação dos dados.
  • Periodicidade e forma de avaliação do desenvolvimento do PPRA.
Riscos ambientais no ambiente de trabalho - PPRA
A NR 9 estabelece a obrigatoriedade da elaboração e implementação do PPRA

Temos um artigo completo em nosso blog, tratando da PPRA e sua relação com a NR 9. Para acessar, basta clicar AQUI.

3. O Mapa de Riscos

Outro método utilizado na prevenção e correção de riscos ambientais no ambiente de trabalho é o Mapa de Riscos.

Neste documento, o resultado das análises dos riscos do ambiente profissional são apresentadas em forma de um mapa, que visa facilitar a compreensão quanto ao grau e a incidência dos riscos ambientais.

O Mapa de Riscos pode e deve ser utilizado como ferramenta cotidiana dentro da empresa, por conta de sua fácil leitura e identificação dos riscos.

Devendo, inclusive, ser afixado em locais de fácil acesso dos trabalhadores, funcionando como um verdadeiro lembrete permanente sobre a existência dos riscos ambientais.

Por isso, a nossa recomendação final é que você comece hoje mesmo a produzir ou atualizar os Mapas de Riscos de sua empresa!

Para saber como, acesse agora mesmo o nosso infográfico completo, que vai te orientar na criação de Mapas de Riscos, desde o mapeamento de riscos, até a criação do mapa em si.

Acesse este infográfico clicando AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 1 =

WhatsApp chat